Home » Photos » Monumento aos Inconfidentes de Queluz

Monumento aos Inconfidentes de Queluz

Monumento aos Inconfidentes de Queluz

A sentença de condenação de Joaquim José da Silva Xavier – em 1792 – determinava que seu corpo fosse dividido em quartos e pregados em locais públicos pela Estrada Real, entre Rio de Janeiro e Minas Gerais, onde Tiradentes havia difundido os ideais de separação de Minas Gerais com o Reino de Portugal.

Na jornada que se inciou com os restos mortais, saindo da cidade do Rio de Janeiro rumo à Vila Rica (atual Ouro Preto), a primeira parada foi na localidade Sebollas (atual distrito Inconfidência, pertencente ao município de Paraíba do Sul - RJ). Ali o braço esquerdo foi pendurado em um poste em frente a extinta Fazenda de Santana.
A segunda parada foi a então vila de Barbacena, onde ficou exposto o braço direito num poste temporário de madeira erguido no adro da Igreja de Nossa Senhora do Rosário.
A terceira parada foi na junção do então Caminho Novo da Estrada Real (atual BR-040, Km 636) com a estrada que leva ao então arraial de Queluzito, onde foi pendurada a perna esquerda numa árvore (posteriormente derrubada nas obras de ampliação e asfaltamento da atual rodovia BR-040), seguindo a orientação da sentença condenatória de expôr parte do corpo de Tiradentes em local de grande tráfego de pessoas.

Para homenagear Tiradentes e os inconfidentes residentes na então vila de Queluz (atual Conselheiro Lafaiete), deportados para fora do Brasil, em 17 de abril de 2010 a Prefeitura de Conselheiro Lafaiete inaugurou este monumento, localizado no Posto Trevão Lafaiete (BR-040, Km 636, no entroncamento com a rodovia MG-844) , sob responsabilidade de conservação da Ordem dos Cavaleiros da Inconfidência Mineira (instituição cívica, filantrópica e cultural, com sede em Belo Horizonte, que tem como objetivo social a divulgação da Inconfidência Mineira).

= = = = = = = = = =

Trecho da sentença de condenação de Tiradentes:

"Portanto condenam ao réu Joaquim José da Silva Xavier, por alcunha o Tiradentes, alferes que foi da tropa paga da Capitania de Minas a que com baraço (1) e pregão (2) seja conduzido pelas ruas públicas ao lugar da forca e nela morra morte natural para sempre, e que depois de morto lhe seja cortada a cabeça e levada a Villa Rica (3) aonde em o lugar mais publico dela será pregada, em um poste alto até que o tempo a consuma, e o seu corpo será dividido em quatro quartos, e pregados em postes, pelo caminho de Minas no sitio da Varginha (4) e das Sebolas (5) aonde o Réu teve as suas infames praticas, e os mais nos sítios [...] de maiores povoações até que o tempo também os consuma [...]"

(1) Corda para enforcar.
(2) Proclamação pública.
(3) Atual Ouro Preto.
(4) Sítio da Varginha do Lourenço. Na época estalagem usada por Tiradentes e outros viajantes indo ou vindo de Vila Rica. Atual Sítio Arqueológico da Varginha, situado na MG-129, Km 2, entre atuais Conselheiro Lafaiete e Ouro Branco.
(5) Na época, local de pouso para viajantes da Estrada Real indo ou vindo da cidade do Rio de Janeiro. Atual distrito Inconfidência, pertencente ao município de Paraíba do Sul (RJ).

Fontes de referência:

Grupo Inconfidência
Sentença condenatória de Tiradentes
www.grupoinconfidencia.org.br/sistema/index.php?option=co...

Ordem dos Cavaleiros da Inconfidência Mineira
www.ocim.com.br/

Ipatrimônio
Conselheiro Lafaiete – Sítio da Varginha do Lourenço
www.ipatrimonio.org/?p=47789#!/map=38329&loc=-20.5968...

(read more)

Photo taken @ B on 17 April 2013 (© Sylvio Bazote / Flickr)

Related tags :
 inconfidência mineira, conjuração mineira, tiradentes, tiradentes esquartejado, esquartejamento de tiradentes, perna esquerda de tiradentes, conselheiro lafaiete, minas gerais, mg, história, local histórico, monumento, ordem dos cavaleiros da inconfidência mineira, cavaleiros da inconfidência mineira, cavaleiros da inconfidência, posto trevão, br-040, estrada real, caminho novo, queluz
 

Minas Gerais Photos